Disciplina - Geografia

Wall - E - Sociedade de consumo - alienação

Após entulhar a Terra de lixo e poluir a atmosfera com gases tóxicos, a humanidade deixou o planeta e passou a viver em uma gigantesca nave. O plano era que o retiro durasse alguns poucos anos, com robôs sendo deixados para limpar o planeta. Wall-E é o último destes robôs, que se mantém em funcionamento graças ao autoconserto de suas peças. Sua vida consiste em compactar o lixo existente no planeta, que forma torres maiores que arranha-céus, e colecionar objetos curiosos que encontra ao realizar seu trabalho. Até que um dia surge repentinamente uma nave, que traz um novo e moderno robô: Eva.

Neste trecho, Wall-e encontra EVA, mas a perde em uma esteira onde uma quantidade enorme de robôs circula. Ele a localiza novamente. No caminho encontra humanos em poltronas flutuantes, e fica perplexo, pois eles não andam, e conversam por telas de computador, mesmo estando um ao lado do outro. Ao redor, Wall-e identifica a mesma publicidade que via na Terra, e a vê espalhada por toda a parte. Um humano confunde Wall-e com um robô que serve bebidas, cai da poltrona e não consegue levantar sozinho, Wall-e o ajuda e se apresenta. Depois, ele segue EVA, interagindo com quem encontra.



Palavras-chave: Consumo. Publicidade. Sedentarismo. Individualismo. Tecnologia. Propaganda. Comodismo. Obesidade. Sociedade. Relações virtuais. Mito da caverna (Platão). Alienação.



Fonte: DVD - Wall-E (Wall-E), EUA, 2008, 97 minutos, colorido. Gênero: Animação - Direção: Andrew Stanton

  • 8467
  • 1618
Fechar

Campos com (*) são obrigatórios.

fechar

Copie o código abaixo e insira em sua página:


Ou compartilhe através dos sites:

Fechar

Mais Informações